Posts in Vida

‘ooh life.


Presa nesse mar que chamamos de vida, algumas ondas vem pra lhe colocar mais a frentes, outras vem pra lhe atrazar com tudo, outras vem pra lhe jogar para mais atraz, e aquela onda que chamamos de amor às vezes vem pra lhe afogar, presa nessa imensidão já não consigo achar alguma terra firme, algum bote, algo para poder me fixar. Entao deixo meu corpo flutando por ai, deixo as ondas me guiarem até achar algo, achar algum ponto onde eu possa descansar e enfim respirar sem toda essa agua que me sufoca e me faz desistir de tudo ao meu redor. Onde vou chegar, onde você esta? Cade tudo aquilo que vivemos? Oh vida voce foi uma peça de mau gosto até agora, fez meus sorrisos, mas coloco lagrimas em meus olhos, fez a felicidade, mas coloco maldade nos personagens ao meu redor, que tipo de piada é essa?

em vão.

‘ até onde posso ir pra te reconquistar? onde está escondida a tal vida feliz? não preze por erros escaldantes; não fique nos acertos plagiados; livros jogados e vodka no sangue; tudo ferve na temperatura gelada desse quarto; e roda roda roda; e eu continuo aqui. a cada segundo alguém nasce; alguém morre; e eu fico nesta linha; presa nos espaços daquelas conversas; na maldita hora que você sorriu e ‘bum’ tudo caiu; ou melhor se construiu; você lembra de mim? que você me abraçava e tudo rodava conforme os trilhos; e agora? a vida faz seu papel estrondeante sobre os passos da garota das palavras; ela viaja no tempo do infinito ao encontro de nada; ela tenta se encontrar mas se perde toda vez que chega perto de descobrir quem é a garota do reflexo do espelho; a garota além da face; é tempo em vão; é tempo perdido. mas afinal tudo por aqui é tempo perdido; a vida e a morte valem o mesmo tanto e no final tudo ficará nulo.

Ontem

‘ já pensou como seria interessante se tudo por algum momento fosse como eu escolhe-se; se por algum minuto e instante eu fosse algo importante? eu não sei direito o que seguir; aquela coisa de vestibular; futuro; família; amor e preocupações tem me lotado muito; esses dias eu estava a escrever um trabalho escolar quando fecho o arquivo do nada e perco tudo o que escrevi; bem abro novamente o arquivo e o texto que eu havia escrito estava gravado em minha cabeça; como uma historia passada; como o tempo passado; por mais que tenha se fechado ainda consta em minha mente que as historias futuras serão plágios do passado; que vou torna a me machucar; que as pessoas tornaram a me machucar; e que tudo aquilo voltará. Medo? já não sei se é palavra certa; me encontro por aqui; vagando deslocada a procura de um mundo errado onde eu possa me encaixar; com um buraco no peito esqueci de fazer o meu molde; a musica toca em uma melodia triste; e eu aqui novamente; escondendo atrás de cada palavra meu amor por você; que ainda insiste em viver. bem, assim como tantos outros; este é mais um texto interessado a você e não sei ao bem se você entenderá mas eu quero repetir o texto; mudar os erros e apagar algumas partes; pra que assim o final talvez tome um rumo diferente.

‘lies.

Tanta carência; tanto medo; é a distancia insivivel que existe entre eu e voce; aquele arrepio do futuro incerto; medo que outro alguém esteje no lugar que foi meu; que é meu! Medo de o tempo passar rapido; tao rapido a ponto de apagar o nosso passado; aquela historia. Fingo estar bem; solto uma risada quando na verdade quero cair em um choro infinito. Passo imagem de forte; mas na verdade sou aquele copo de cristal; frágil.
Não quero mais mentir, não quero ser algo que não sou; enganar-me o tempo todo. Mas o que posso fazer? Os dias me forçam a ser assim, e o Oscar de melhor mentirosa vai para mim.

This is life…

Não tem como fazer o mundo parar de girar; a vida não é fácil; mas é uma só; o melhor jeito é taca o pé no acelerador e sair vivendo; não perder tempo; aproveitar as melhores paisagens; criar uma trilha sonora própria; fazer tudo do jeito que você nunca imaginou fazer; deixa o destino esperando; e começar a criar seus próprios caminhos; a vida é um caminho belo e perigoso; um caminho que tem seus buracos e pedras; tem seus jardins e lagos; caminho diferente para cada ser humano; felizes são aqueles que não buscam a felicidade; são aqueles que sonham e correm atrás do que querem ; que vivem suas vidas no limite da emoção; afinal vale mais apena voar; do que ficar com os pés no chão.